ASCARIDÍASE

DESCRIÇÃO
Doença parasitária do homem, causada por um helminto (“verme”). Em geral não causa sintomas, mas pode manifestar: dor abdominal+náuseas+anorexia + diarréia. Qdo. em grande infestação pode ocasionar obstrução intestinal. Em face do ciclo pulmonar da larva, pode ocasionar broncoespasmo, hemoptise, pneumonia. O reservatório é o homem
SINONÍMIA
Infecção por Áscaris ( Áscaris lumbricóides)
TRANSMISSÃO
Ingestão dos ovos infectantes do parasita, procedente do solo, água, ou alimentos contaminados com fezes humanas. Transmissível durante todo o período em que o indivíduo portar o parasita e estiver eliminando os ovos nas fezes
INCUBAÇÃO
O período de incubação dos ovos férteis até o desenvolvimento da larva infectante, no meio exterior, em condições favoráveis é de +/- 20 dias. E de 60-75 dias é o período entre a infecção até a presença dos ovos nas fezes do hospedeiro
COMPLICAÇÕES
Obstrução intestinal, volvo, perfuração intestinal, colecistite, colelitíase, pancreatite, abcesso hepático, pneumonia
DIAGNÓSTICO
O quadro clínico não faz o diagnóstico. É imprescindível o exame das fezes
DIAG. DIFERENCIAL Amebíase, estrongiloidíase, apendicite, pneumonias bacterianas, outras verminoses
TRATAMENTO ADULTOS – Albendazol 400mg em dose única; Mebendazol 100 mg 2x/d por
3 dias. Em ambos é prudente repetir o esquema em 7d.
Levamizol 150mg em dose única; repetir em 7 dias
CRIANÇAS – Albendazol 10mk/kg em dose única. Repetir em 7 dias
Levamizol – 40mg (menores de 8 anos) , dose única, repetir em 7d
80mg (em maiores de 8 anos) , dose única, repetir 7d
OBSTRUÇÃO INTESTINAL : Piperazina 100mg/kg/dia + 40-60ml de óleo mineral + Antiespasmódicos + hidratação + jejum+sonda nasogástrica + mebendazol 200 mg ao dia em 2 tomadas por 3 dias
ORIENTAÇÃO Lavar bem e desinfetar as verduras e legumes crus + higiene pessoal e na confecção dos alimentos.

FONTE – Guia de Bolso – 8ª edição – Doenças infecciosas e Parasitárias – Brasília/DF – Ministério da Saúde

 

 

 

Rua Três de Maio, nº 1040 - Pelotas/RS - Fone: (53)32253164