DIARRÉIA CRÔNICA

1 – QUANDO UMA DIARRÉIA ENQUADRA-SE COMO DIARRÉIA CRÔNICA?
Quando a exteriorização diarréica persistir por 4 – 8 semanas.

2 - COMO SE CLASSIFICAM AS DIARRÉIAS CRÔNICAS?
Classificam em ORGÂNICAS (OSMÓTICAS – SECRETORAS – INFLAMATÓRIAS – MAL-ABSORTIVAS ) e FUNCIONAIS.

3 – QUAIS AS CARACTERÍSTICAS DE CADA UM DOS TIPOS DE DIARRÉIAS CRÔNICAS?
As diarréias OSMÓTICAS caracterizam-se por terem remissão durante o jejum; as SECRETORAS não tem melhora com o jejum e caracterizam-se pela eliminação de grandes volumes de fezes; as INFLAMATÓRIAS tem dor abdominal, febre, fezes com raias de sangue (hematoquesia), pus nas fezes; MAL-ABSORTIVAS manifestam dor abdominal em cólica, distensão abdominal, emagrecimento, fezes com maior teor de gordura (esteatorréia); a diarréia FUNCIONAL tem fezes líquidas ou aquosas (3x/d), dor abdominal que alivia com as evacuações.

4 – QUAIS AS AVALIAÇÕES INICIAIS?
É importante enquadrar no quadro: nº de evacuações, volume, presença de sangue, ou pus, odor, relação com dieta, uso de drogas, grau de desidratação, diurna ou noturna (as evacuações noturnas são mais entéricas), as de pouco volume, com tenesmo, dor abdominal, urgência, sangue (sugerem origem colônica)

5 – QUAIS AS AVALIAÇÕES LABORATORIAIS?
Ex. parasitológico de fezes com 3 amostras (pesquisar Giardia lamblia, Entamoeba histolytica, Strongiloides), Coprocultura, Leucócitos fecais, Ex.direto e cultura de micobactéria, Hemocultura, Anti HIV, Perfil tireóideo (T4 e TSH – no hipertireoidismo), Dosagem de gorduras fecais (esteatócrito – útil em síndromes má-absorção e pancreatopatias; em gordura com 9% de gordura de dieta o máximo de gordura fecal é de 7g/dia), pH fecal (valores abaixo de 5,3 é forte indício de má-absorção de carbohidratos), Sangue oculto nas fezes (de valor duvidoso, pelos falsos resultados), Endoscopia digestiva (qdo. suspeitado doença celíaca, biopsiar a 2ª porção do duodeno e dosar os anticorpos antiendomísio, antitransglutaminase e antigliadina), RX simples abdome (calcificações pancreáticas fazem suspeitar de pancreatite crônica), Trânsito de delgado (qdo. a suspeita é doença de Whipple, doença de Chron).

6 – QUAL O TRATAMENTO?
Buscar a causa e tratá-la.Medidas gerais são:
- Hidratação oral,ou endo-venosa;
- Restrições alimentares (suprimir fibras e condimentos);
- Antibióticoterapia( qdo. houver febre e não ter germe isolado – ciprofloxacina 500-750mg 12/12h, ou norfloxacina 500mg 12/12h 10 dias);
- Agentes constipantes são contra-indicados em diarréias sanguinolentas (qdo.indicado, usar loperamida 4mg via oral seguidos por 2mg após cada evacuação diarréica, máximo de 16 mg/dia;ou codeína 15-60 mg via oral de 4/4h)

Rua Três de Maio, nº 1040 - Pelotas/RS - Fone: (53)32253164