TUMOR DE PRÓSTATA e P.S.A

O tumor prostático é a patologia neoplásica mais frequente nos homens a partir dos 55 anos, gerando frequente preocupação nestes indivíduos.

Em contrapartida desta preocupação há o escrúpulo e a resistência masculina ao exame prostático, através do toque retal. Há a ilusória realização da dosagem do PSA/antígeno prostático (dosagem sanguínea) como substituto ao toque retal, depositando neste exame toda a sua confiabilidade e tranquilidade quando os seus resultados estão na faixa da normalidade.

Entretanto a realidade é bem outra. A dosagem do PSA sofre influencias de fatores diversos a ponto da sua execução e interpretações, induzirem a falsos positivos e falsos negativos para a conclusão de tumor prostático. O exame da próstata por toque retal é seguramente fundamental. A dosagem do PSA e a ultrassonografia prostática abdominal e/ou transretal apenas enriquecem as informações do toque retal, nunca o substituem. São apenas um complemento diagnóstico ao toque retal.

O QUE É O PSA?
É uma dosagem sanguínea do antígeno específico prostático (uma glicoproteína)
O PSA É PRODUZIDO SÓ NA PRÓSTATA?
Realmente, o PSA é produzido exclusivamente pelos ácinos prostáticos, é específico da próstata, porém não é exclusivo da neoplasia prostática
QUAIS AS LIMITAÇÕES A INTERPRETAÇÃO
DE UM PSA ELEVADO?
Apesar de ser produzido exclusivamente na próstata, diversos fatores podem elevar suas taxas sanguíneas, sem que seja exclusivamente um tumor prostático.
QUAIS SITUAÇÕES QUE PODEM DETERMINAR NIVEIS FALSO POSITIVOS DO PSA?
A elevação do PSA não é específica de nenhuma enfermidade; existem diversas situações que podem determinar até expressivas elevações do PSA, tais como:
prostatite, sondagem uretral nas ultimas 48h, hiperplasia prostática, toque retal em 48h, ejaculação nas ultimas 72h, equitação e ciclismo em 48h, traumatismo perineal, massagem prostática...
QUAIS OS VALORES NORMAIS DO PSA?
Variável, conforme a idade:
40 – 49: 0,0 – 2,5 ng/ml
50 – 59: 0,0 – 3,5 ng/ml
60 – 69: 0,0 – 4,5 ng/ml
70 – 79: 0,0 – 6,5 ng/ml
QUAIS OS VALORES DE PSA QUE FAZ SUSPEITAR DE TUMOR PROSTÁTICO?
Não existem sifras que firmam/suspeitam diagnóstico; pode haver tumor, inclusive com valores normais, entretanto valores superiores a 10 ng/ml ensejam maior grau de suspeita para patologia maligna e de 4,0 a 10 ng/ml para hiperplasia benigna.
O QUE É DENSIDADE DE PSA?
É o valor do PSA ajustado ao peso glandular; PSA/volume da glândula em cm³. É suspeito uma densidade superior a 0,15, sendo motivo para concretizar biópsia prostática por ecografia transretal.
O QUE É VELOCIDADE DO PSA? É a elevação anual na taxa do PSA; incrementos iguais ou superiores a 0,75 ng/ml ao ano são suspeitos de neoplasia maligna.
O QUE É PSA LIVRE? O PSA total encontra-se ligado a alfa-1-quimiotripsina (60-90% do PSA), os remanestes 40-10% estão não ligados e constituem o PSA livre. A dosagem do PSA livre aumenta a especificidade para neoplasia maligna, em especial quando o toque retal é normal e o PSA total é de 4,0-10 ng/ml (onde a possibilidade de malignidade é de 25%); valores muito baixos de PSA livre sugerem tumores mais agressivos; valores altos de PSA livre são comuns em tumores menos agressivos e de crescimento lento.
QUE É PERCENTAGEM DE PSA LIVRE? PSA livre / PSA total superior a 25% faz suspeitar de HPB e inferior a 25% é altamente suspeito de neoplasia (proceder ecografia com biópsia prostática)

CONDUTA

PSA normal ou elevado + toque retal sugestivo de carcinoma
Proceder ecografia transretal com biópsia
PSA normal + toque retal normal, ou sugestivo de hiperplasia
Proceder revisões anuais (toque + PSA)

PSA elevado (4,0-10 ng/l) + toque retal normal, ou sugestivo de hiperplasia

Proceder PSA livre. Se o PSA livre for superior a 25% proceder PSA total e livre anualmente. Se o PSA livre for inferior a 25% determinar a densidade prostática - se a densidade for superior a 0,15,a probabilidade de neoplasia maligna é de 25-35%.
PSA elevado (acima de 10 ng/ml)
A possibilidade de neoplasia é de 50%. Proceder ecografia com biópsia. Se a biópsia for negativa proceder nova biópsia, ou realizá-la em 6 meses. Realizar cintilografia óssea
PSA elevado (acima de 50 ng/ml)
Indica neoplasia prostática com invasão capsular e de vesículas seminais e possíveis metástases
PSA elevado (acima de 100m ng/ml)
Indica neoplasia maligna com metástases

 

 

 

Rua Três de Maio, nº 1040 - Pelotas/RS - Fone: (53)32253164