VARIZES

1. O QUE SÃO VARIZES?

São quaisquer dilatações das veias, principalmente de membros inferiores. As veias dilatam-se, alongam-se e tornam-se sinuosas.

2. POR QUE SURGEM AS VARIZES?

Existem vários motivos ou teorias para explicar a etipatogenia das varizes. Acredita-se, entretanto, que o fator principal seja um fator parietal , ou seja, uma fragilidade constitucional na estrutura histológica da parede das veias – uma túnica média da veia com poucas fibras elásticas, favorecendo a sua dilatação.

3. VARIZES SÃO HEREDITÁRIAS?

Sim. A estrutura física é transmitida geneticamente e uma constituição histológica débil usualmente é transferida aos descendentes.

4. QUAIS FATORES DESENCADEIAM OU AGRAVAM AS VARIZES?

Existem inúmeros fatores envolvidos no surgimento das varizes: aumento do peso corporal, atividades profissionais com permanência prolongada em pé, gestações, uso de anticoncepcionais (ou hormônios ), uso habitual de calçados com salto alto, mas o fator hereditário é preponderante.

5. VARIZES ACARRETAM PROBLEMAS?

Sim. E os problemas estão diretamente dependentes do grau (do calibre) das veias. Quanto mais calibrosas e abundantes, maiores os sintomas e conseqüências. Podem manifestar: dores locais ou difusas nos membros, sensação de peso nas pernas, edema das extremidades em graus diversos, hiperpigmentações cutâneas (mais habituais nas extremidades distais e nas grandes varicosidades), queda dos pelos das pernas (principalmente nos homens). Tardiamente (principalmente nos casos mais severos) pode ter um quadro eczematoso, com prurido, descamação cutânea. Nas veias de médio e grande calibre, podem surgir processos inflamatórios (flebites/varicotromboflebites), por vezes bastante severos e preocupantes – a área fica avermelhada (hiperêmica), endurecidas e dolorosa.

6. OS ANTICONCEPCIONAIS OFERECEM RISCOS?

Sim. Portadores de varizes devem evitar o uso de anticoncepcionais. O seu uso agravam o quadro, ou podem precipitar complicações, principalmente as flebites, que passam a ter maior incidência quando consumidos após os 35 anos de idade.

7. MEIAS ELÁSTICAS TRAZEM BENEFÍCIOS?

Sim. Quando prescritas pelo médico, as meias elásticas podem oferecer considerável alívio dos sintomas. Mas em ocasião alguma, promovem involuções das varizes já instaladas. Seu uso previne complicações nos casos mais severos, em especial as flebites.

8. O TRATAMENTO DAS VARIZES É SINÔNIMO DE CIRURGIA?

Não. O tratamento é aplicado de acordo com o estágio do problema, dos sintomas, da magnitude das varizes. Não existe tratamento padrão. Cada caso deve ser avaliado e aplicado a terapêutica mais adequada. Pequenas varizes (microvarizes) podem serem erradicadas ou amenizadas com tratamento ambulatorial, denominado de escleroterapia – popularmente denominados de “secagem”das varizes. Situações mais evoluídas merecem a microcirurgia de varizes, que pode ser realizada com anestesia local, sem incisão cutânea e oferecem excelentes resultados estéticos. Veias de maior calibre, deverão serem intervindas com hospitalização e anestesia (geralmente por bloqueio raqui-medular: peridural, ou raquianestesia), com ou sem retirada das veias safenas. Veias acometidas de flebites, ou varicotromboflebites serão tratadas clinicamente (medicamentosamente) – uma vez vencida a etapa aguda, será novamente avaliado e viabilizado o tratamento definitivo, geralmente cirúrgico.

9. VARIZES PODEM PROVOCAR TROMBOSE VENOSA?

Sim, é uma complicação indesejável, mas possível de instalar-se. Igualmente, a Trombose Venosa Profunda poderá evoluir, desenvolvendo varizes, são as denominadas Varizes Secundárias, que exigem um tratamento todo especial e específico.

10. VARIZES É UM PROBLEMA PROGRESSIVO?

Geralmente sim. As veias varicosas, progressivamente desenvolvem-se, tornando-se mais calibrosas. Aumenta a pressão venosa na extremidade decorrendo inúmeras conseqüências: a pele pigmenta-se (Dermite Ocre Purpúrea), torna-se menos resistente com quedas dos pelos, assume aspecto eczematoso, ressecado e até descamativo (Eczema Varicoso). Se o processo continua evoluindo, instala-se o mais temido no Complexo Varicoso, as Úlceras Varicosas.

11. ÚLCERAS VARICOSAS PODEM DETERMINAR AMPUTAÇÕES DE MEMBROS?

Raramente, a não ser em casos extremos: nas úlceras extensas, crônicas, refratárias aos tratamentos, dolorosas, muito exsudativas e vitimadas de infecções habituais resistentes aos tratamentos, ou em pacientes muito idosos.

 

Rua Três de Maio, nº 1040 - Pelotas/RS - Fone: (53)32253164